Municipal, Sem categoria, Todas

REABRIR ESCOLAS MUNICIPAIS RJ NA SEGUNDA (DIA 5/4) É FECHAR OS OLHOS PARA O DESCONTROLE DA PANDEMIA

O Sepe vê com espanto e repúdio a notícia de que o prefeito Eduardo Paes quer reabrir as escolas municipais já na próxima segunda-feira (dia 5/4). Num momento em que os índices de casos e óbitos superam os dos piores momentos da pandemia no ano passado e o Brasil e o Rio de Janeiro se encontram com o sistema de saúde colapsados, com pessoas morrendo por falta de vagas nas UTIs, o prefeito Eduardo Paes pretende anunciar no próximo domingo a volta das aulas presenciais neste dia

O anúncio da medida foi noticiado pelo colunista Lauro Jardim, no Portal do Jornal O Globo na tarde desta quinta-feira (dia 01 de abril).

Mais uma vez, a prefeitura e a Secretaria Municipal de Educação (SME) demonstram uma total falta de sensibilidade e de respeito para com a vida dos profissionais de educação e alunos das escolas da rede municipal. O Sepe já enviou diversos ofícios para o secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, denunciando as dezenas de casos da doença em profissionais que voltaram para o trabalho presencial nas escolas. Nestes documentos também mostramos a falta de condições das unidades da rede no tocante à segurança sanitária e à falta de infraestrutura para proteger profissionais e alunos.

No dia 31 de março, o Brasil registrou 3.950 mortes pelo coronavírus em 24 horas, um recorde desde o início da pandemia, em fevereiro de 2020. Os especialistas em epidemiologia são quase unânimes em afirmar que a disseminação do vírus no Brasil se encontra fora de controle e as únicas armas para conter uma catástrofe sanitária mais grave são a implementação de medidas rígidas de isolamento social, incluindo o lockdown, e a vacinação em massa da população.

Diante destes dados, é incompreensível a atitude do prefeito do Rio de Janeiro e do secretário municipal de educação, que insistem na ideia de abrir as escolas e colocar em risco a vida dos integrantes da comunidade escolar e, mesmo, da população em geral. Ao mandar reabrir as escolas sem o devido controle da epidemia, Eduardo Paes e Ferreirinha agem de forma irresponsável e assumem para si o discurso negacionista do presidente Jair Bolsonaro e de outras autoridades que ignoram os riscos da covid-19 desde o início da pandemia. Ao compactuar com o governo federal o prefeito e seu secretário de Eduação se tornam cúmplices de um crime de responsabilidade, já que pandemia matou mais de 320 mil brasileiros até o presente momento e, segundo os cientistas, ainda pode matar muito mais.

Os profissionais da rede municipal estão em greve pela defesa da vida e da saúde, ratificada na última assembleia virtual, realizada no dia 30 de março. Não aceitaremos colocar nossas vidas em risco por causa da irresponsabilidade de governos, que deveriam trabalhar para a preservação das vidas dos cidadãos ao invés de expô-los ao risco de contágio. Deste modo, dizemos não à volta do trabalho presencial e exigimos vacinação já para toda a população.

DIREÇÃO DO SEPE RJ