destaque-home, Municipal, Todas

PROFESSORES EM ANOS INICIAIS, ANOS FINAIS E DIRETORES DE ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL RJ VISITARAM VEREADORES

No dia 7/10, uma comissão formada pela diretoria do Sepe e representantes de professores dos anos iniciais, professores dos anos finais e diretores de escola visitaram a Câmara Municipal RJ, dando continuidade à pressão sobre os vereadores a respeito das demandas da categoria

Nesta quinta-feira (7/10), uma comissão formada pela diretoria do Sepe e representantes de professores dos anos iniciais, professores dos anos finais e diretores de escola visitaram a Câmara Municipal RJ, dando continuidade à pressão sobre os vereadores a respeito das demandas da categoria e também de contestação ao PL 04/2021.
Durante a visita reafirmamos aos parlamentares que o projeto aprovado no dia 5/10 não nos contempla, mas as emendas feitas são importantes para garantir a possibilidade de reajuste salarial, de readequação dos planos de carreira e de que os fundos de previdência não sejam utilizados como um caixa único da prefeitura.
Hoje foi o dia de entrega desse grupo de profissionais que participou da ida ao legislativo. Cobramos a necessidade do apoio dos vereadores para nossas demandas tais como:
– A resolução do 1/3 definitivo de atividade extraclasse, já que alguns profissionais ainda não têm esse direito totalmente garantido;
– A necessidade de respeito a uma das vitórias da greve de 2013, que é o direito de origem (professores e funcionários não podem ser deslocados a sua revelia, quebrando laços estabelecidos com a comunidade escolar);
– Também solicitamos apoio para a resolução do tema da migração: temos definições tiradas num Grupo de Trabalho em 2020 e queremos o respeito à pauta tirada juntamente com a SME; reivindicamos maior transparência na lista dos migrados e que a ordem de pontuação seja publicizada.
– Chamamos atenção para a situação das diretoras que vivem, há décadas, um regime de superexploração do trabalho, com aumento da carga horária e sem receberem a mais por isso. Teremos 150 diretoras migradas e queremos saber se a situação das demais (mais de mil diretoras) continuará precarizada.
O Sepe e a comissão também pediram apoio a um reajuste salarial para todo os servidores municipais, que estão desde 2019 sem recomposição salarial; e apoio ao plano de carreira unificado da educação.
No dia 13/10, será a comissão dos Terceirizados da educação que visitará a Câmara. O Sepe pede à categoria que participe da comitiva, cujo ponto de encontro é na entrada da Câmara, sempre às 14h.
Veja as fotos das visitas de hoje.

Author


Avatar