Agende seu Atendimento Virtual pelo Departamento Jurídico do Sepe nos fones: (21) 99992-4931 (9h às 11h); (21) 97133-7101 (13h às 15h); ou pelo email: juridico@seperj.org.br – segunda a sexta feira

Segundo matéria do Portal do Jornal Extra de hoje (dia 17/10), os professores da rede estadual receberão o pagamento da progressão por tempo de serviço e mudança de nível até esta sexta-feira (dia 18/10). O benefício será pago a mais de 14 mil professores e a informação foi confirmada pelo secretário estadual de Educação, Pedro Fernandes, que não excluiu a possibilidade da progressão funcional cair nas contas dos servidores antes mesmo de amanhã. Os funcionários administrativos, que também tem o direito de receber o quinquênio, não foram contemplados e continuam aguardando a divulgação da data do pagamento.

Veja a matéria completa pelo link abaixo:

https://tinyurl.com/y69n22n4

Veja um histórico da luta dos profissionais de educação pela garantia do Plano de Carreira:

O governo do Rio de Janeiro, e não tão somente a atual gestão, descumpre, historicamente, a aplicação da progressão de 12% para os professores. Não podemos esquecer que há pouco mais de um mês este mesmo governo publicou em Diário Oficial decreto acabando exatamente com a progressão para os professores – foi a pressão da categoria e do Sepe nas escolas, junto à Seeduc e deputados que fez com que o governo recuasse do ataque ao nosso plano – leia aqui a notícia do ataque do governo ao Plano de Carreira.
 
Por isso alertamos os professores e funcionários administrativos da importância de se mobilizar em defesa do plano de carreira da educação.
 
É enorme a insatisfação da categoria com os cinco anos sem reajuste, a falta de estrutura, o desrespeito ao plano de carreira e o descumprimento do 1/3 de planejamento extraclasse. Por isso mesmo convocamos os profissionais a participarem da greve de 24 horas no dia 23 de outubro, com assembleia no Largo do Machado, às 11h; seguida de Marcha até o Palácio Guanabara, onde reivindicaremos que o governo do estado abra negociações em torno de nossa pauta:
 
– Reajuste já; 
 
– Defesa do Plano de Carreira; 
 
– Contra a criminalização da pobreza; 
 
– Em defesa da educação pública.
 
Como reajuste salarial, a categoria reivindica a incorporação do Piso Nacional do Magistério ao piso do professor do estado (49,62% de reajuste para o magistério) e a incorporação do salário mínimo regional do estado do Rio ao piso do funcionário administrativo (84,67% para o funcionário).
 
Todos à Marcha ao Palácio dia 23/10, com assembleia no Largo do Machado 11h.
0