Sepe/Dieese
10/07/2012
Sepe Regional 3 denuncia propaganda eleitoral irregular do prefeito Eduardo Paes
Compartilhar


A Regional 3 do Sepe denunciou ontem, dia 09/07, ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TER/RJ) o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), por propaganda indevida. Segundo a denúncia, a campanha do prefeito está fazendo telemarketing (ligações telefônicas) de sua candidatura a servidores municipais. O Sepe quer que o TRE investigue se foi utilizado o cadastro da prefeitura, o que seria ilegalna denúncia, o sindicato cita uma servidora como testemunha e uma reportagem da Rádio Bandnews.

Abaixo, a denúncia encaminhada ao TRE/RJ e assinada pela diretora da Regional, Edna Felix, que também denuncia uma suposta propaganda subliminar favorável ao prefeito, que estaria contida nos contracheques dos servidores.

Teor da denúncia:

Faço esta denúncia em nome do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação - Regional 3. Desde sexta-feira, dia 6 de julho, temos recebido reclamações de profissionais de educação, que afirmam ter recebido ligações para suas residências em nome do prefeito e candidato Eduardo Paes. Este é parte do conteúdo da ligação " OLA SOU O EDUARDO PAES, HJ COMEÇO MINHA CAMPANHA E GOSTARIA DE PEDIR PARA VC CURTIR MINHA PAGINA NO FACEBOOK , TEMOS MUITO A MELHORAR NO RIO.. CONTO COM SEU VOTO " Queremos denunciar desta forma, a utilização do cadastro do servidor publico e o uso da máquina pública para a campanha do então prefeito do Rio. A seguir um telefone de uma professora que recebeu tal ligação, professora............... Alertamos também que a ligação para a casa de um servidor pelo próprio prefeito, inclusive durante o final de semana também pode ser considerada uma forma de assédio ou invasão da privacidade dos servidores da prefeitura. Os fatos aqui narrados já tornaram-se públicos, a partir de denúncias da rádio Band News.

Aproveito para também denunciar que os contracheques dos servidores municipais, tem sido enviado com textos anexos que também devem ser caracterizados como propaganda eleitoral e utilização da máquina pública. Na cidade de Niterói foi proibida a utilização da propaganda institucional pela juíza da 143ª Zona Eleitoral, por entender que há propaganda eleitoral nas propagandas institucionais.


Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450